kardecpedias-06
kardecpedias-04
kardecpedia-01
kardecpedias-05
kardecpedias-07
kardecpedias-08

kardecpedias-03
kardecpedias-02

Prece de Evocação

Oração de Evocação

SOBRE AS SOCIEDADES ESPÍRITAS
O Livro dos Médiuns. Capítulo “Dissertações Espíritas
Original Comentário
Nota. Das comunicações que se seguem, algumas foram dadas na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, ou em sua intenção. Outras, que nos foram transmitidas por diversos médiuns, encerram conselhos gerais sobre os grupos, sua formação e obstáculos que podem encontrar. A formação de novos grupos espíritas é uma condição que requer muitos cuidados, tanto na escolha dos integrantes, quanto na vigilância que se deve ter durante os estudos e efeitos que vierem a ocorrer.
Nenhum de nós estamos imunes às ações dos Espíritos maus, mas por outro lado também estamos sendo monitorados e auxiliados pelos Espíritos do Bem. Assim sendo, é necessário muita vigilância, estudo, observação dos fatos, atividade constante na propagação do Bem, auxílio ao próximo e muito mais.
Por que não começais as vossas sessões por uma invocação geral, uma como prece, que disponha ao recolhimento? Porque, ficai sabendo, sem o recolhimento, só tereis comunicações levianas; os bons Espíritos só vão aonde os chamam com fervor e sinceridade. É o que ainda os homens não compreendem bastante. Cabe-vos, pois, dar o exemplo, vós que, se o quiserdes, podereis tornar-vos uma das colunas do novo edifício. Observamos com prazer os vossos trabalhos e vos ajudamos, porém, sob a condição de que também, de vosso lado, nos secundeis e vos mostreis à altura da missão que fostes chamados a desempenhar. Ao ser questionar aos mentores espirituais sobre como iniciar as tarefas atividades espíritas, sobretudo a mediúnica, Allan Kardec foi orientado a iniciá-las com uma oração pedindo proteção a Deus, mas que esta oração nos motivasse o recolhimento, a concentração e aos bons sentimentos.
Santo Agostinho, também nos alertou de que sem o recolhimento não teríamos comunicações sérias, pois os Espíritos pouco afeitos ao Bem sempre estão apostos quando não nos comportamos mental e moralmente como requer uma Reunião Espírita Séria.
Sempre que trabalhamos no Bem estaremos protegidos, mas precisamos fazer bem a nossa parte, pois tem a parte que nos compete a fazer para que os Bons Espíritos possam nos ajudar com menos dificuldade e mais segurança.
Portanto, podemos concluir deste parágrafo que a segurança de uma Reunião Mediúnica depende:
– do nosso recolhimento, concentração e atitude de prece.
– do nosso exemplo com atitudes mentais e morais condizentes com o Evangelho de Jesus e com a necessidade do ambiente.
– se queremos fazer um trabalho digno de nota, precisamos nos elevar à altura de nossos propósitos, assim faremos por merecer a proteção dos Bons Espíritos que trabalham em nome de Deus!
Formai, portanto, um feixe e sereis fortes e os maus Espíritos não prevalecerão contra vós. Deus ama os simples de espírito, o que não quer dizer os tolos, mas os que se renunciam a si mesmos e que, sem orgulho, para ele se encaminham. Podeis tornar-vos um foco de luz para a humanidade. Sabei, logo, distinguir o joio do trigo; semeai unicamente o bom grão e preservai-vos de espalhar o joio, por isso que este impedirá que aquele germine e sereis responsáveis por todo o mal que daí resulte; de igual modo, sereis responsáveis pelas doutrinas más que porventura propagueis. Formar um feixe é estarmos unidos em ações físicas (as tarefas) e mentais (sentimentos e objetivos), pois este conjunto de atitudes nos leva a fortalecermo-nos psiquicamente, tornando-nos menos vulneráveis à ação dos maus Espíritos.
Ao nos convidar a sermos simples de espírito, mostra-nos a importância de sermos crédulos, mas buscarmos entender as verdades que acreditamos e refletirmos se realmente as seguimos como a pregoamos na tribuna, bem como devemos conhecer nossas fraquezas e nossa pequenez diante da grandeza de Deus e Suas Leis.
À medida que passamos a conhecer nossas possibilidades e nossas fraquezas temos mais vigilância para agir e a espiritualidade pode nos confiar tarefas de maior abrangência e responsabilidade.
Portanto:
– o grupo deve estar unido em um mesmo ideal e objetivo.
– devemos conhecer nossas limitações e possibilidades e termos humildade de reconhecermos nossos erros e buscar consertá-los.
– para sermos um foco de luz, precisamos saber discernir o certo do errado.
– sermos sempre vigilante em nossas atividades, pois os espíritos necessitados estão sempre a postos para testar as nossas resistências.
Lembrai-vos de que um dia pode vir em que o mundo tenha postos sobre vós os olhos. Fazei, conseguintemente, que nada empane o brilho das boas coisas que saírem do vosso seio. Por isso é que vos recomendamos pedirdes a Deus que vos assista.

Santo Agostinho.

No momento que ficarmos em evidência temos que estar fortalecidos na fé e no amor cristão no mais alto nível de entendimento e de renúncia, pois os espíritos necessitados de esclarecimento podem estar cristalizados em pontos de vistas contrários aos ensinamentos de Jesus a tal ponto que nos enfrentarão com todas as armas possíveis ao seu dispor e, no momento evolutivo da Terra, eles têm muitos instrumentos que se disporão a nos atacar a qualquer momento. Portanto, precisamos estar sempre vigilantes e atentos a todas as nossas tentações, pois para instruirmos as pessoas no caminho cristão todas as nossas atitudes e ensinamentos devem estar embasados nos ensinamentos de Jesus e nos esclarecimentos trazidos pelos Espíritos Superiores que intuíram Allan Kardec e sua equipe.
Mesmo que venhamos a errar, precisamos estar cientes de nossas fraquezas e irmos buscar o amor cristão para podermos ser verdadeiramente úteis na seara bendita do trabalho no Bem em prol dos mais necessitados.
Por isso devemos nos lembrar de que os erros acontecem em todos os níveis de nossa existência até que atinjamos a perfeição ao longo dos milênios e de múltiplas existências em aprendizados variados.
Sejamos simples e tenhamos amor e compreensão pelos que erram, pois se hoje já compreendemos determinados ângulos da Lei, ainda erramos em outros que ainda despercebemos.Gelson.
Instado para ditar uma fórmula de invocação geral, Santo Agostinho respondeu: Santo Agostinho foi um grande incentivador das comunicações espíritas, talvez por isso a ele tenha sido pedida esta ajuda. Mas ele responde com sabedoria que inexiste uma fórmula, mas sim uma tomada de postura íntima, pois a infinita sabedoria divina está mais atenta aos nossos sentimentos e pensamentos de fazer verdadeiramente o Bem.
Sabeis que não há fórmula absoluta. Deus é infinitamente grande para dar mais importância às palavras do que ao pensamento. Ora, não creiais baste pronuncieis algumas palavras, para que os maus Espíritos se afastem. Fugi, sobretudo, de vos servirdes de uma dessas fórmulas banais que se recitam por desencargo de consciência. Sua eficácia reside na sinceridade do sentimento que a dita; está, sobretudo, na unanimidade da intenção, porquanto aquele que se lhe não associe de coração não poderá beneficiar dela, nem fazer que os outros beneficiem. Pronunciar algumas palavras é relativamente fácil, mas vivenciar o que se diz é outra questão, pois os homens estão muito acostumados a dissimular os atos de bondade, mas poucos estão dispostos a vivenciar os ensinamentos divinos em plenitude como Jesus vivenciou, bem como outros missionários que vieram à Terra ajudar à humanidade a se redimir.
Ainda nos alertou para fugirmos à tentação de nos servirmos de fórmulas “mágicas” e poderes outros senão o do amor incondicional aos que sofrem, à humildade legítima, uma vez que a eficácia das palavras estão nas vibrações de amor que elas carreiam consigo, sendo este sentimento de amor que beneficia quem ora e por quem se ora.
Redigi-a, pois, vós mesmos e submetei-ma, se quiserdes. Eu vos ajudarei. Por fim, pede que o médium e sua equipe façam a oração e a submetam a sua apreciação que ele os ajudaria.
Nota. A seguinte fórmula de invocação geral foi redigida com o concurso do Espírito, que a completou em muitos pontos: A nota nos esclarece que o espírito ajudou na redação da oração, portanto ele deixou que se esforçasse, mas ajudou a adaptar o texto para que ele ficasse mais amplo em suas súplicas e ser capaz de nos ajudar a interiorizar melhores sentimentos.
A nota nos esclarece que o espírito ajudou na redação da oração, portanto ele deixou que se esforçasse, mas ajudou a adaptar o texto para que ele ficasse mais amplo em suas súplicas e ser capaz de nos ajudar a interiorizar melhores sentimentos. Pede a Deus a proteção dos Bons Espíritos e luz para discernir a verdade da impostura.
“Afasta, igualmente, os Espíritos malfazejos, capazes de lançar entre nós a desunião, suscitando-nos a inveja, o orgulho e o ciúme. Se alguns tentarem introduzir-se aqui, em teu nome, Senhor, os adjuramos a que se retirem. Pede a Deus que afaste os maus Espíritos capazes de nos induzir aos erros e nos suscitar sentimentos que ainda temos camuflados em nosso porão mental.
“Bons Espíritos, que presidis aos nossos trabalhos, dignai-vos de vir instruir-nos e tornai-nos dóceis aos vossos conselhos. Fazei que em nós se apague todo sentimento pessoal, ante o propósito do bem de todos. Pede aos Bons Espíritos para presidirem aos trabalhos, mas devemos nos lembrar de que para que isso aconteça os médiuns devem estar em sintonia com eles, os Bons Espíritos, e com o campo psíquico propício a receber as boas comunicações e o entendimento de que o bem deve prevalecer sempre em nossos sentimentos.
“Pedimos, particularmente, a…, nosso protetor especial, que assinta em nos trazer hoje o seu concurso.” Lembrando que todo Grupo Espírita tem um Espírito responsável pelos trabalhos e que sempre devemos elevar nossos sentimentos e pensamento em prece, a Jesus, por ele.
KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. Capítulo “Dissertações Espíritas”, item XVI. Páginas 549 a 551. Comentários escritos por Gelson.
.
“Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros”. Jesus (João 13:34)

.
.
Conheça a Homeopatia.
Homeopatia: tratamento para o Espírito e para o corpo
Gelson Garcia de Carvalho & Claudia Sonia Casal Garcia
Editora Horizontes da Mente..
.
Conheça nossos outros livros:
http://www.kardeceespiritismo.com.br/nossos-livros/.
Voltar:
http://kardeceespiritismo.com.br/mensagens/
.
Prece de Evocação
Por Favor nos ajude compartilhando >>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 1 =